quarta-feira, 29 de junho de 2016

ÉPOCA DE 1985/86

PLANTEL


Veloso, Bento, Diamantino, Oliveira, Álvaro, Manniche, Samuel, Shéu, Carlos Manuel, Rui Águas, Vando, Nunes, Néne, José Luis, Pietra, António Bastos Lopes, Rui Pedro, César Brito, Simões, Neno, Vitor Duarte, Carlos Pereira


TREINADOR

MORTIMORE

MELHOR MARCADOR

MANNICHE - 21 GOLOS


RESULTADOS


PRESIDENTE


FERNANDO MARTINS



CRÓNICA DA ÉPOCA


Artur Jorge conduziu os azuis-e-brancos ao bi-campeonato após uma época em que o título foi discutido pelos três grandes até à recta final , numa época em que o F.C. Porto apesar das três derrotas sofridas - Covilhã, Portimonense e Guimarães, manteve a invencibilidade no confronto com os seus principais rivais.

Enquanto Manuel Fernandes (Sporting) foi o melhor marcador, a grande figura da competição foi Paulo Futre, que assim começava a assumir a condição de estrela maior do futebol nacional.
O Sporting iniciou dominador o campeonato de 85/86, se bem que perseguido de perto pelos dragões, enquanto com um início comprometedor o Benfica ia marcando passo.

Após o início da segunda volta os leões foram perdendo gás e seria a vez do Benfica saltar para a liderança que manteria até à penúltima jornada, quando o Sporting ao bater o eterno rival (1-2) quebrou um jejum de dezanove anos sem vitórias na Luz e entregou de bandeja ao F.C. Porto a liderança.
Sem imaginarem, a verdade é que com esta vitória os leões abriram caminho para o F.C.Porto chegar à Taça dos Campeões na época de 1986/87 que culminaria com o famoso calcanhar de Madjer...

Enquanto o Benfica perdia com os leões, o F.C. Porto vencia em Setúbal e na última jornada apesar do susto de estar a perder por 1-2, acabou por vencer (4-2) o Sporting da Covilhã.

Leões da serra, penafidelenses, Aves e Vitória Setúbal – pela primeira vez desde 1959/60 - foram as equipas despromovidas no final da temporada.

FECHO DO 3º ANEL


Inaugurado a 01 de Dezembro de 1954, ficou conhecido como o "Gigante de betão". Tinha capacidade para 40.000 pessoas.

Com a construção do Terceiro Anel, a 1ª fase em 1960, ficou com capacidade de 70.000 pessoas.


Em 1985 com o fecho do 3º Anel, o Estádio albergava 120.000 pessoas. No dia 04 de Janeiro de 1987, o "Gigante de betão" acolheu 135.000 pessoas, num triunfo sobre o FC Porto por 3-1.



Posteriormente o recinto foi perdendo capacidade devido à construção de um fosso entre o relvado e as bancadas e depois com a colocação de cadeiras em todo o Estádio.


A Velhinha Luz despediu-se dos adeptos no dia 22 de Março de 2003. Foram 49 anos de história, de um dos maiores Estádios do Mundo a que apelidaram de Catedral.

BILHETES DA ÉPOCA










VIDEOS


CAMPEONATO NACIONAL


SETUBAL 0 - BENFICA 1


CHAVES 0 - BENFICA 1


BENFICA 4 - AVES 0 


BENFICA 1 - BOAVISTA 0


ACADÉMICA 0 - BENFICA 1


PENAFIEL 0 - BENFICA 2


BELENENSES 0 - BENFICA 1


BENFICA 4 - CHAVES 0


SALGUEIROS 1 - BENFICA 1


BENFICA 3 - GUIMARÃES 1


SPORTING 0 - BENFICA 0


BENFICA 2 - COVILHÃ 0





 SUPERTAÇA


PORTO 0 - BENFICA 0


MARITIMO 1 - BENFICA 2


BENFICA 2 - PENAFIEL 0

video

BENFICA 1 - SPORTING 2




TAÇA DE PORTUGAL


BENFICA 5 - SPORTING 0


BENFICA 2 - PORTO 1


BENFICA 4 - PENAFIEL 1

video

FINAL DA TAÇA BENFICA 2 - BELENENSES 0





TAÇA DOS CAMPEÕES

BENFICA 2 - SAMPDORIA 0


SAMPDORIA 1 - BENFICA 0


BENFICA 2 - DUKLA DE PRAGA 1


DUKLA DE PRAGA 1 - BENFICA 0