quinta-feira, 23 de junho de 2016

ÁDAM NAGY


Renato Sanches e Ádam Nagy cruzaram-se na zona mista no final do Hungria-Portugal. O jogador do Benfica foi convidado a analisar o potencial do seu possível sucessor na Luz, e fez questão de desejar-lhe "a melhor sorte".

"Se for para o Benfica desejo-lhe a melhor sorte do Mundo. Vai encontrar uma boa equipa e uma família", assegurou o reforço do Bayern Munique, que não teve a possibilidade de defrontar o internacional húngaro que foi poupado frente a Portugal devido à gestão dos cartões amarelos.


O jogador magiar também falou sobre o futuro e, uma vez mais, anunciou uma decisão para o final da sua participação no Euro. "Tenho muitos amigos em Portugal", começou por anunciar o médio que já esteve a viver em Rio Maior durante um ano e meio, quando integrou uma equipa de uma academia inglesa que esteve a potenciar jovens valores em Portugal, no outono de 2012.

Nagy, aos 21 anos, está consciente que no verão vai deixar o Ferencvaros mas, por enquanto, recusa-se a revelar o seu futuro prometendo uma decisão a curto prazo. "Estou muito contente por ter clubes com a dimensão do Benfica interessados em mim. Vou esperar pelo final do Euro para analisar as ofertas, mas espero que isso só aconteça no dia 11 de julho", afirmou o futebolista, manifestando o desejo de ver a Hungria a vencer a competição.

Em valorização

O Benfica está interessado em assegurar um jovem com elevada margem de progressão e, neste momento, a participação no Euro pode dificultar a transferência pois o Ferencvaros pretende encaixar uma quantia elevada com a venda do passe do jogador.
 
Em declarações exclusivas a Record, no passado fim de semana, Nagy afirmou que "seria uma honra poder substituir Renato Sanches". O húngaro está ciente que em Portugal irá representar um clube que disputa o título e que vai participar na Liga dos Campeões. O projeto desportivo agrada a Nagy, mas o negócio só vai avançar em condições financeiras favoráveis para as águias.




MOMENTOS DE NAGY