quinta-feira, 21 de julho de 2016

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

19,40 HORAS

5ª FEIRA - 21.JUL.2016



CLUBE

R.I.P

Faleceu Armando Abreu Rocha


O Benfica comunicou esta quinta-feira o falecimento de Armando Abreu Rocha, antigo membro dos Órgãos Sociais do clube e sócio n.º 105 desde 8 de outubro de 1940.

Com 75 anos de filiação, Armando Abreu Rocha recebeu, em fevereiro último, o Anel de Platina.


»»»»»»»O«««««««



FUTEBOL


 NÃO PERCAS DOMINGO



»»»»»»»O«««««««


OFICIAL: Benfica paga mais 12 milhões por Jiménez

Valor total do mexicano perto dos 22 milhões


O Benfica comunicou à CMVM a compra do resto do passe de Raul Jimenez, por 12 milhões de euros, nesta quinta-feira. O avançado tornou-se, assim, no jogador mais caro de sempre do futebol português. A antiga marca era de Imbula e do FC Porto.

Os encarnados adquiriram 50 por cento dos direitos do mexicano na época passada. Pagaram, na altura, mais de 9 milhões de euros, pelas informações que vieram a público. Ou seja, o valor final do passe de Raul Jimenez bate perto dos 22 milhões.


Nas compras encarnadas, o montante mais alto tinha sido para Pizzi. Na altura, a aquisição do camisola 21 ultrapassou o negócio de Salvio, ambos, curiosamente, adquiridos ao At. Madrid, tal como o internacional mexicano.

Raul Jimenez chegou ao Benfica na temporada passada. Fez 45 jogos, 15 como titular, num total de 1713 minutos. Apontou 12 golos, alguns deles de extrema importância na caminhada da equipa para o tricampeonato.






»»»»»»»O«««««««


Pizzi: «Estou pronto para tudo»


Camisola 21 disposto a jogar no meio-campo, se Rui Vitória quiser

Pizzi declarou, nesta quinta-feira, em Inglaterra, que está «pronto para tudo», caso Rui Vitória o volte a utilizar em posição central.

O camisola 21 do Benfica jogou quase toda a temporada do tricampeonato à direita, no 4x4x2 que os encarnados usaram. Antes disso, com Jorge Jesus, o ex-Atlético Madrid tinha sido o titular na posição 8.

Rui Vitória ainda o chegou a utilizar aí, antes da mudança para a ala. «Estou pronto para tudo, é uma decisão que pertence ao treinador e vou, naturalmente, respeitar todas as decisões», disse Pizzi à imprensa, sobre o facto de poder vir a ser utilizado na posição 8.

Na análise ao plantel que vai tentar conquistar um tetra inédito na história do clube da Luz, Pizzi afirmou que não sabe «se será mais forte ou não» do que o da época passada.

«Mas chegaram jogadores de muita qualidade e todos queremos ajudar para podermos continuar nesta onda vitoriosa», acrescentou.

«Tentamos integrar os mais novos o mais rápido possível, para que possam estar integrados na nossa família. Desde o primeiro momento que estou aqui o Benfica é uma família, com um balneário muito unido», continuou.

Apesar da boa época em 2015/16, Pizzi ficou fora dos eleitos para o Euro 2016. «Não fiquei triste, fui mais um português a apoiar de fora», garantiu.

«Claro que todos os jogadores sonham representar a seleção portuguesa, mas não fiquei chateado nem nunca vou ficar chateado com qualquer opção dos treinadores», frisou.

«Todos os portugueses estão orgulhosos daqueles 23 jogadores, do staff e das pessoas que estiveram envolvidos na seleção», concluiu o médio do Benfica.



»»»»»»»o«««««««



Benfica B na Premier League Internacional Cup



O Benfica B e o FC Porto B vão participar novamente na Premier League Internacional Cup em 2016/2017.

Esta época, o torneio sub-23 vai ser alargado a 24 equipas - 12 de Inglaterra e a outra metade com equipas convidadas - com um sorteio para determinar os seis grupos de quatro equipas.

Além disso, a Premier League Internacional Cup permite a utilização de três jogadores e um guarda-redes com mais de 23 anos.

O FC Porto B é uma equipa com tradição na competição. Em 2014/2015, o ano de estreia do torneio, os «dragões» chegaram à final, sendo batidos pelo Manchester City. O ano passado, em 2015/2016, os azuis e brancos foram eliminados nas meias-finais pelo Villarreal B, acabando os espanhóis por conquistar o troféu.

Já os «encarnados» foram eliminados pelo FC Porto, o ano passado, nos quartos-de-final e, em 2014/2015, não passaram da fase de grupos.

Clubes ingleses: Aston Villa, Chelsea, Derby County, Everton, Leicester City, Liverpool, Manchester United, Middlesbrough, Norwich City, Reading, Sunderland, Swansea City.

Clubes convidados: Athletic Club, Benfica, Celtic, Dinamo Zagreb, Feyenoord, Hertha Berlim, Porto, PSV Eindhoven, Sparta Prague, Valencia, Villarreal, Wolfsburg.




»»»»»»»o«««««««


Sheffield Wednesday-Benfica, 1-0 (crónica)




E ao primeiro teste a sério…

Em Hillsborough não houve cá amigáveis, particulares, ou coisa que valha. Sheffield Wednesday e Benfica entraram em campo como se de um jogo a sério se tratasse.

Rui Vitória fez cinco alterações comparativamente ao onze escalado para o jogo com o Derby County, dando a titularidade a Luisão, Grimaldo, Salvio, Benítez e Rui Fonte. Uma dupla atacante que até aqui tinha sido lançada apenas no decorrer dos encontros anteriores.

As várias mexidas não se fizeram sentir aparentemente e foram os encarnados a entrar melhor, muito pressionantes, a trocar a bola no meio-campo adversário. O Sheffield entrou algo tímido, fechando-se atrás, tapando bem os espaços. Talvez demasiado respeito.

Benítez quebrou o gelo aos dez minutos, ainda que de forma desastrosa, falhando uma excelente oportunidade de golo em zona frontal, na sequência de uma bola parada.

O susto foi o que o Sheffield precisou para acordar e começou a partir para cima com mais assertividade, pressionando a primeira linha das águias.

Luisão foi novamente titular mas apresentou debilidades que com certeza farão Rui Vitória repensar. Pela frente, o capitão teve um endiabrado Forestieri, claramente o jogador com mais talento nos pés da formação inglesa.

Num curto espaço de tempo o avançado italiano expos algumas fragilidades defensivas do Benfica e depois de fazer brilhar Paulo Lopes conseguiu mesmo fazer o gosto ao pé, finalizando um belo trabalho individual dentro da área com um remate cruzado.

Brannan, à bomba, chegou a ameaçar o segundo, enquanto o Benfica se mostrava incapaz de causar verdadeiro perigo. Cervi parecia quase omnipresente, tantas foram as vezes em que a bola veio ter ao seu pé. Juntamente com Grimaldo tomaram conta do lado esquerdo do terreno.

Mas oportunidades nem vê-las. E lá atrás, Luisão continuava a dá-las ao adversário.

Mérito do Sheffield, que depois do golo organizou-se bem na defesa não abdicando porém de pressionar a primeira linha de jogo do Benfica.

FILME DO JOGO

No segundo tempo Rui Vitória voltou a fazer uma revolução na equipa, fazendo entrar André Almeida, Celis, Salvio, Pizzi, Gonçalo Guedes e Mitroglou, quem sabe em busca do abanão que mexesse com o jogo. Luisão ficou curiosamente, mesmo já amarelado.

À primeira vista a estratégia resultou mas foi sol de pouca dura. O anfitrião entrou com a mesma equipa e com a mesma atitude. Bannan tentou de novo assustar Paulo Lopes e a bola até passou perto.

A entrada de Lisandro López a meio do segundo tempo - e a já expectável saída de Luisão - conferiu maior estabilidade defensiva à equipa, o que permitiu dar mais margem de manobra aos homens da frente.

Apesar do maior pendor ofensivo, as grandes oportunidades surgiram já à entrada do último quarto de hora de jogo, e em dois lances consecutivos. Um cruzamento de Gonçalo Guedes quase obrigou Lees a desviar para a própria baliza e no lance seguinte Lisandro ainda fez os adeptos gritar golo com um cabeceamento que passou muito perto da baliza de Wildsmith.

Até ao final da partida o ataque dos encarnados mostrou alguns bons pormenores de entendimento, mas o Sheffield fechou-se a sete chaves e secou as investidas das águias.

Alerta Zivkovic!

Já perto do final do encontro, Rui Vitória fez entrar o reforço Zivkovic, mas o reforço durou apenas seis minutos em campo. Um lance disputado com Palmer deixou o sérvio queixoso no relvado.

Zivkovic foi assistido, continuou em campo mais alguns minutos em visíveis dificuldades, e acabou mesmo por ter de sair, por troca com Jovic.

O jogo prosseguiu mas as imagens televisivas captaram o momento que o avançado se dirigia para o balneário a coxear, o que pode significar uma lesão com alguma gravidade e que o pode afastar dos próximos compromissos, pelo menos do próximo, já no domingo, com os alemães do Wolfsburgo.

Contrariedade que selou aquela que foi a primeira derrota do Benfica nesta pré-temporada, onde sofreu também o primeiro golo.

O teste diante do Sheffield Wednesday de Carlos Carvalhal foi o primeiro a sério desta fase de preparação e mostrou por um lado movimentos coletivos bem conseguidos, mas por outro algumas fragilidades defensivas e dificuldades em jogar contra adversários mais fechados.

Mas ainda é cedo para fazer juízos.


»»»»»»»o«««««««





»»»»»»»o«««««««


Benfica empresta Victor Andrade por uma época



Cedência confirmada

Victor Andrade vai jogar uma temporada no TSV Munique, que anunciou, de forma oficial, o empréstimo do jogador do Benfica.

O brasileiro já estava a treinar com a equipa bávara, numa lógica de os alemães poderem avaliá-lo. Nesta quinta-feira, o TSV Munique confirmou a cedência.

Assim, Victor Andrade vai jogar no segundo escalão alemão, depois de em 2014 ter chegado à Luz.


»»»»»»»o«««««««


Luís Filipe Vieira tenta segurar Lindelof



Vender ou renovar. Esta o dilema de Luís Filipe Vieira face ao avanço do Chelsea por Victor Lindelof.

Noticia A BOLA esta quinta-feira que o clube inglês está disposto a pagar os 30 milhões de euros da cláusula de rescisão do internacional sueco, premissa que não implicará necessariamente a saída do jogador de 22 anos neste defeso.

Em cima da mesa está a possibilidade de Lindelof ficar na Luz pelo menos durante mais uma época, sendo que, nesse caso, a renovação com aumento do valor da cláusula pode ser a solução.




»»»»»»»o«««««««


BASQUETEBOL




O Benfica vai defrontar os italianos do Varese na primeira eliminatória de qualificação para a Liga dos Campeões, ditou esta quinta-feira o sorteio.

A Liga dos Campeões de basquetebol, que estreia em 2016/17 um novo figurino, tem já 24 equipas com lugar assegurado na fase de grupos, sendo que as restantes oito que completarão o lote final de 32 vão sair das duas eliminatórias de qualificação.

O Benfica, que integrou o pote A regional do sorteio da primeira ronda da Liga dos Campeões, que contou com um total de 18 equipas, vai  disputar em casa a primeira 'mão' das eliminatórias com o Varese de Itália.

A equipa portuguesa ficou também a saber o seu adversário na segunda eliminatória, caso ultrapasse a primeira, os alemães do MHP Riesen, equipa que já está apurada.


»»»»»»»o«««««««