terça-feira, 12 de julho de 2016

"É UM CLUBE COM UMA HISTÓRIA ENORME"




Zivkovic já teve oportunidade de conhecer o Estádio da Luz e o Caixa Futebol Campus, num dia pleno de emoção. “Ainda estou muito emocionado. Estou muito contente por ter assinado por este grande Clube. Estou a assimilar tudo isto”, revelou.

Pretendido por muitos clubes na Europa, o extremo explicou por que escolheu o Benfica: “Mostraram muito interesse em mim. Esse foi um dos aspetos mais importantes. É um Clube com uma história enorme, que está a criar ótimos jogadores e estas foram algumas das razões que me fizeram escolher este Clube.”

O dia 12 de julho é o primeiro dia do resto da vida de Zivkovic. O sérvio espera ser “bem recebido” e mostrou-se ansioso por conhecer o treinador e os jogadores.

Talento com elevado futuro pela frente

Só na temporada 2015/16, Andrija Zivkovic somou 12 golos em 26 partidas disputadas (quatro na Liga Europa, um na Liga dos Campeões e 12 na liga sérvia), mas prefere que sejam outros a avaliá-lo. “Não gosto muito de falar de mim. Prefiro deixar isso para as outras pessoas. Tenho alguns pontos fortes e outros pontos em que posso melhorar, nomeadamente o jogo de cabeça. O melhor no meu Futebol é o drible, as jogadas rápidas, as assistências e os golos”, descreveu-se.




O já internacional da seleção principal ajudou ainda a Sérvia a conquistar o Mundial de Sub-20 que decorreu na Nova Zelândia. “É uma responsabilidade grande especialmente para um jovem jogador. Não foi fácil ganhar o Mundial [Sub-20]. Agora vou tentar melhorar no Clube e dar o meu máximo”, prometeu.

Quer ficar conhecido pelo que faz em campo e não por que faz lembrar este ou aquele futebolista, mas revelou quem é o seu ídolo. “O meu ídolo é Messi, mas não quero fazer comparações com nenhum jogador. Quero ser conhecido como Andrija Zivkovic, construir o meu futuro e ser o melhor jogador possível”, afirmou.

Recorde-se que, há precisamente uma semana, o sérvio esteve no Hospital da Luz a realizar os habituais exames médicos, tendo-se ausentado para resolver questões pessoais. “Não acho que vá ter problemas de adaptação. Para já estou a gostar muito. Sei que é difícil quando sais do teu país para jogar noutro lugar, mas não acho que vá ter problemas com esta nova realidade”, disse, convicto.

Agora na capital portuguesa, Zivkovic já se juntou esta tarde ao grupo de trabalho liderado por Rui Vitória, que treinou – numa sessão aberta nos primeiros 15 minutos à Comunicação Social – no Caixa Futebol Campus. “Sinto-me muito bem. Estou em boas condições, um pouco ansioso o que é normal. Não via a hora de começar a treinar com a equipa”, concluiu.

Aos 20 anos, Andrija Zivkovic já conquistou três títulos numa ainda curta carreira: Campeão do Mundo de Sub-20 e dois Campeonatos da Sérvia.