segunda-feira, 25 de julho de 2016

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

17,00 HORAS

SEGUNDA - 25.JUL.2016



FUTEBOL



O FUTEBOL PORTUGUÊS E O DO BENFICA EM PARTICULAR ESTÃO DE LUTO.




MORREU 

ARTUR CORREIA "O RUÇO"



Morreu Artur Correia. O antigo internacional português tinha 66 anos e estava internado há uma semana na sequência de um Acidente Vascular Cerebral.

Lateral que vestiu 34 vezes a camisola da seleção, Artur Correia representou o Benfica, durante seis temporadas, e também o Sporting, tendo começado a carreira profissional na Académica e jogado ainda no Jacksonville Tea Men, nos EUA. 

Nascido a 18 de Abril de 1950 em Lisboa, o Ruço, como ficou conhecido, foi uma das grandes figuras do futebol português nos anos 1970, quando conquistou seis títulos de campeão nacional, cinco pelo Benfica e um pelo Sporting. Conquistou ainda duas Taças de Portugal, uma por cada um dos clubes lisboetas.



Deixou de jogar aos 30 anos, depois de sofrer um AVC que o deixou parcialmente incapacitado. Um ano depois, em 1981, foi homenageado em Alvalade num jogo entre Sporting e Benfica.

Tanto o Benfica como o Sporting já manifestaram o seu pesar pela morte de Artur Correia, que enfrentou nos últimos anos problemas de saúde.




«O Sport Lisboa e Benfica associa-se a este momento de profundo pesar, endereçando condolências a familiares e amigos», dizem os encarnados.

«O Sporting Clube de Portugal lamenta a morte do antigo jogador e internacional Artur Correia, uma das maiores figuras do futebol nacional na década de 70, expressando junto de família e amigos as mais sentidas condolências pelo desaparecimento de um símbolo», escrevem os leões.

Entretanto, também a Académica, a Liga e a Federação Portuguesa de Futebol manifestaram as condolências pelo falecimento de Ruço.
  
«Ao Benfica, ao Sporting, à Académica e à família enlutada, a Liga Portuguesa de Futebol Profissional apresenta sentidas condolências», lê-se no breve comunicado da Liga.

Já a FPF manifestou-se através do presidente, Fernando Gomes: «Foi sempre uma voz otimista e positiva que prestigiou o futebol português dentro e fora de fronteiras. À família enlutada, aos seus amigos e colegas de profissão, envio, em nome da FPF, os meus sentidos pêsames.»

O VELÓRIO SERÁ A PARTIR DAS 20 HORAS NA BASÍLICA DA ESTRELA E HAVERÁ UMA MISSA DE CORPO PRESENTE ÀS 14 HORAS SEGUINDO O CORTEJO FUNERÁRIO PARA O CEMITÉRIO DE BENFICA ONDE SE REALIZARÁ O FUNERAL ÀS 16 HORAS.


NUNCA NOS ESQUECEREMOS DE TI

ATÉ SEMPRE CAMPEÃO



»»»»»»»o«««««««




 NÃO PERCAS QUARTA FEIRA




»»»»»»»o«««««««


BILHETES PARA A SUPERTAÇA À VENDA 



Bilheteiras do Estádio da Luz abrem às 10h deste Sábado.

A venda de bilhetes para o jogo da Supertaça, agendado para dia 7 de agosto, que vai colocar frente a frente Benfica e Sp. Braga, vai ter início hoje.

De acordo com a informação disponibilizada pelas águias, as bilheteiras do Estádio da Luz abrem hoje, às 10h, sendo que os detentores de Red Pass Fundador, Premium, Vitalício e Total terão prioridade na compra dos ingressos.

Os adeptos arsenalistas, por sua vez, poderão adquirir, numa primeira fase, nas lojas do clube.



»»»»»»»o«««««««


«Ainda quero jogar no futebol inglês»



Extremo diz ser um sonho que já podia ter acontecido, quando teve tudo certo com o Manchester City. Uma lesão travou a transferência, mas o argentino não desiste de lutar por esse objetivo.

Salvio diz que orienta a carreira por sonhos.

«Quando estava no Lanús, eu queria jogar na Europa. O Atlético de Madrid e o Benfica tornaram o meu sonho realidade. Não me vou conformar, vou querer sempre mais.»

Ora por isso, e depois de concretizar o sonho de jogar na Europa, o argentino garante, nesta entrevista ao jornal Olé, citada por O Jogo, que não vai desistir de lutar por outro objetivo claro que tem.

«Ainda quero jogar no futebol inglês», sublinhou, acrescentando que já podia ter acontecido.

«A lesão [a última, em 2015] aconteceu quando faltavam quinze minutos para terminar a temporada. Nós já éramos campeões e foi uma pena, principalmente porque eu tinha uma oferta para ir para o futebol inglês. Estava tudo certo para eu jogar em Inglaterra, mas não aconteceu. Foi um momento duríssimo. Mas eu tive de aceitar, são coisas que acontecem e não podemos fazer nada. Agora vejo que tenho bastante força para me levantar dos duros golpes na carreira.»

A proposta vinha do Manchester City, que depois de saber da lesão nunca mais falou com Salvio.

«Eu já sabia que tudo acabava de se transformar em nada. A única coisa que queria era fazer a cirurgia e recuperar-me. Depois a minha cabeça começou automaticamente a pensar na recuperação e em voltar o mais rápido possível aos relvados.»

«Ninguém pode reprovar Jorge Jesus»

Nesta entrevista, Salvio adianta ainda que quer voltar à seleção argentina e quer, antes disso, ser protagonista no Benfica. «Vou matar-me para que digam todos maravilhas de mim outra vez», referiu, indicando que tem o objetivo de fazer quinze golos esta temporada.

Pelo caminho, o argentino falou da saída de Jorge Jesus para o Sporting.


«Ninguém esperava, foi um pouco estranho. Mas ninguém pode reprovar. Ele teve os seus motivos para ir trabalhar para o maior rival. Hoje trabalhamos com Rui Vitória e estamos muito felizes. Ganhámos dois títulos com o novo treinador», frisou.


»»»»»»»o«««««««

Particular: Wolfsburgo-Benfica, 0-2 




A máquina está afinada, venha de lá o resto

Na Áustria apareceu um Benfica de cara lavada. Depois da derrota frente ao Sheffield Wednesday, os encarnados apresentaram-se diante do Wolfsburgo com outra atitude, e deixando boas indicações para a nova época.

Não é certo que as cinco alterações efetuadas por Rui Vitória tenham tido influência, mas a equipa apareceu mais solta, mais concentrada, com os processos bem assimilados. Um Benfica diferente, perante uma equipa obrigatoriamente diferente também da inglesa, com um jogo mais aberto.

André Almeida, Lisandro, Pizzi, Gonçalo Guedes e Mitroglou foram chamados à titularidade e muito do que se passou na primeira parte passou invariavelmente por eles.

OS GOLOS



Destaque, contudo, para três nomes.

André Horta voltou a figurar nos titulares e desta vez mostrou argumentos que justificam a aposta, muito bem na pressão logo na primeira linha e inteligente com a bola nos pés. Falta por vezes um pouco de calma na definição dos lances mas tem uns pés que deixam antever coisas muito boas. Um reforço que nem parece reforço.

Com Fejsa ao lado então, é uma combinação que pode dar frutos. Quanto ao sérvio nada a dizer, a não ser impecável.

Grimaldo continua a aproveitar a ausência de Eliseu para conquistar o seu espaço, voltando a apresentar-se a bom nível, melhor contudo ofensivamente do que na defesa.

FILME DO JOGO

Apesar do domínio inicial dos encarnados foram os alemães a criar a primeira ocasião de perigo. E que ocasião. A defesa ficou a pedir fora de jogo e Bas Dost, na cara de Paulo Lopes, obrigou o guardião encarnado a uma defesa de recurso.

O Benfica respondeu de imediato, por intermédio de Mitroglou, num belo lance de combinação ofensiva das águias. O grego haveria de tentar mais um par de vezes, até de forma acrobática, mas a bola não entrou e o jogo foi para o intervalo com um nulo no marcador.

Regresso das estrelas e dos golos

Na segunda parte Rui Vitória lançou Júlio César para a baliza, naquele que foi o regresso do brasileiro à competição, ainda que já tivesse defrontado o Port Vale em encontro à porta fechada.

Salvio, recém-entrado, foi o primeiro a visar a baliza germânica, após uma boa combinação com Nélson Semedo. Haveria de ser o pronúncio para o que se iria passar minutos depois.

Antes, outro regresso, o de Lindelöf. O central sueco esteve ao serviço da seleção no Euro 2016 e cumpriu os primeiros minutos na nova época.

Aos 63 minutos o Benfica chegou ao golo. Um passe magistral de André Horta foi teleguiado para Gonçalo Guedes, o avançado dominou, avançou para a baliza e fez a assistência para Mitroglou. Simples e eficaz a forma como a águia chegou ao primeiro da partida.

O grego saiu logo de seguida, naquele que foi outro dos momentos altos do encontro, em troca com Raúl Jiménez. O mexicano regressou juntamente com Jonas, para gáudio dos adeptos presentes nas bancadas.

O artilheiro da época passada não tardou em fazer o gosto ao pé. Primeiro assistiu de perto a uma brilhante jogada de Grimaldo que, não fosse alguma dose de egoísmo, até podia ter resultado num golo seu.

Ainda assim, já em período de descontos, Jonas estabeleceu o resultado final em 2-0. Numa primeira instância, o brasileiro até assistiu Raúl Jiménez para o golo. O mexicano permitiu a defesa do guardião germânico, mas a bola sobrou para Jonas, que não perdoou.

Vitória justa do Benfica, naquele que foi de longe o jogo mais conseguido nesta pré-época. O tricampeão apresenta processos bem assimilados, sobretudo defensivamente, mas também com combinações muito bem conseguidas na frente.

Tudo junto e dá uma equipa que parece bem afinada para a nova época. As várias caras novas já têm assimilados os processos de jogo, coletivamente percebem aquilo que Rui Vitória pretende deles. Aparenta até ser uma equipa madura, pese embora a juventude.

Um Benfica bem oleado que regressa agora Portugal para disputar a Eusébio Cup, na quarta-feira, frente ao Torino.

Assim promete.




»»»»»»»o«««««««



«Estou a recuperar a forma através dos encontros»





Médio do Benfica sente a equipa a evoluir.


Andre Carrillo, depois da vitória do Benfica frente ao Wolfsburgo (0-2), jogo de preparação realizado na Áustria, em declarações à Benfica TV:

«Estamos a evoluir pouco a pouco, trabalhando diariamente, como é normal na pré-temporada.»

«Estou a recuperar a forma, através dos encontros.»

«A equipa está a mostrar-se trabalhadora, estamos comprometidos e a responder bem nesta pré-temporada super-forte, que nos irá fazer bem para o resto da temporada.»

«Agora vamos voltar a Portugal e jogar o primeiro jogo no nosso estádio, contando com o apoio dos adeptos.»





»»»»»»»o«««««««


Basquetebol:



Benfica contrata internacional húngaro




Damian Hollis chega da segunda divisão italiana

O Benfica anunciou este domingo a contratação de Damian Hollis.
O poste de 27 anos é internacional húngaro, apesar de ter representado os Estados Unidos nas seleções jovens.
Hollis chega proveniente do Brescia, clube que milita na segunda divisão italiana.



»»»»»»»o«««««««