sábado, 3 de setembro de 2016

NOTICIAS DO BENFICA

03.SET.2016 - 19,15 HORAS



FUTEBOL


Rafa Silva vai envergar a camisola 27


De acordo com a lista que o Benfica entregou à UEFA, para a Liga dos Campeões, o derradeiro reforço, Rafa (ex-SC Braga), irá envergar a camisola número 27.


>>>>>>>>>O<<<<<<<<<


Júlio César celebra 37 anos


O guarda-redes brasileiro Júlio César (Benfica) celebra, este sábado, o 37.º aniversário.

O experiente guardião brasileiro teve ainda a sorte do treinador do Benfica, Rui Vitória, ter concedido este dia de folga ao plantel encarnado.

>>>>>>>>>O<<<<<<<<<



NÚMERO DE JOGADORES FORMADOS LOCALMENTE 'TRAMA' ZIVKOVIC E DANILO

Águias têm apenas três formados no clube; Nélson Semedo não se enquadra

Número de jogadores formados localmente 'trama' Zivkovic e Danilo

O Benfica inscreveu 24 jogadores para disputar a Liga dos Campeões, sendo que as águias ficaram privadas de uma 25.ª inscrição por não terem jogadores formados localmente (JFL) em número suficiente: oito. Assim, Zivkovic e Danilo viram goradas as suas esperanças de disputar a fase de grupos da prova milionária.

O que é um jogador formado localmente?

Há dois tipos:


1. Via clube: um jogador que, entre os 15 e os 21 anos, tenha estado no clube durante três épocas inteiras (ou 36 meses) seguidas ou intercaladas.

2. Via federação: um jogador que, entre os 15 e os 21 anos, tenha estado em clubes dessa federação durante três épocas inteiras (ou 36 meses) seguidas ou intercaladas.

A UEFA permite que um clube inscreva 25 jogadores na Champions, desde que 8 sejam formados localmente (no máximo 4 podem sê-lo via federação). Quanto menor for a lista de jogadores formados localmente, menor é a lista de vagas para inscrição total. Por exemplo, se apenas tiver 7 JFL, só poderá inscrever 24 jogadores. Se tiver 6 JFL, só poderá inscrever 23 jogadores. E assim sucessivamente.

Quantos jogadores formados localmente tem o Benfica?

As águias não conseguiram formar a lista de 8 atletas porque têm apenas três via clube (Paulo Lopes, Lindelöf e Gonçalo Guedes). Via federação têm vários (Rafa, Eliseu, André Almeida, André Horta, Ederson...), mas recorde-se que só contam no máximo 4. Assim, a lista dos encarnados conta apenas com sete nomes, pelo que só puderam inscrever 24 jogadores na Champions.

Nélson Semedo 'tramou' Zivkovic e Danilo



Um facto curioso é que Nélson Semedo não é um jogador formado no clube. O lateral chegou em 2013/14 e daí para cá jogou sempre nas águias, mas em novembro de 2016 fez 22 anos antes de cumprir três temporadas inteiras nas águias.

Assim, o Benfica não pôde inscrever um 25.º jogador na Liga dos Campeões sendo que os reforços Danilo e Zivkovic surgiam na 'pole position' para ocupar esse lugar.

A lista B e o caso de Guedes

A UEFA permite que os clubes inscrevam jogadores numa lista paralela à principal, desde que cumpram os seguintes requisitos: tenham nascido a partir de 1 de janeiro de 1995 e passado dois anos seguidos no clube a partir dessa idade.

Gonçalo Guedes encaixa neste perfil e poderia ser inscrito na lista B. Em todo o caso, a vaga que deixaria na lista principal seria retirada pela UEFA de imediato. É que, sem Guedes na lista principal, o Benfica passaria a ter apenas 6 jogadores formados localmente, pelo que poderia inscrever apenas 23 atletas. Uma espécide de 'acrescentar de um lado mas tirar do outro'.

>>>>>>>>>O<<<<<<<<<




JUNIORES

ACADÉMICA VENCE BENFICA


Golo nos descontos deu triunfo aos estudantes (1-0)

A Académica venceu o Benfica por 1-0, em jogo da 5.ª jornada do campeonato nacional de juniores. Um golo de Diogo Mingachos, no primeiro minuto de descontos, deu o triunfo aos estudantes no arranque desta ronda.


Com este resultado, a Briosa ultrapassa precisamente o Benfica na classificação, chegando ao segundo lugar.




>>>>>>>>>O<<<<<<<<<




ANDEBOL


ANDEBOL ENTRA A VENCER NO CAMPEONATO



Arsenal Devesa-SL Benfica, 29-30 

A equipa de Andebol do Sport Lisboa e Benfica venceu, no pavilhão Flávio Sá Leite, em Braga, o Arsenal Devesa por 29-30, em jogo da ronda inaugural do Campeonato Nacional.

Numa primeira parte com várias alternâncias no marcador, o Arsenal Devesa saiu para o intervalo na frente por um golo (15-14). Antes, destaque para a vantagem de cinco golos do Benfica a meio dos primeiros 30 minutos (5-10). A partir daqui teve início a recuperação da equipa da casa até à reviravolta.

Depois do susto, o Benfica entrou mais assertivo e distanciou-se no marcador. O Arsenal Devesa ainda encetou uma recuperação na parte final do encontro, todavia insuficiente para evitar o desaire.



>>>>>>>>>O<<<<<<<<<