sábado, 15 de outubro de 2016

NOTICIAS DO BENFICA

15.OUT.2016 - 10,00 HORAS




BTV









>>>>>>>>>O<<<<<<<<< 




CLUBE



PRÉMIOS FEHÉR DISTINGUEM MÉRITO



Comunicado de Imprensa 

Os vencedores da última edição do Prémio Fehér chegaram ontem a Lisboa e esta manhã de terça-feira visitaram o Caixa Futebol Campus.

Durante a tarde foi realizada uma visita ao Estádio da Luz e ao Museu Benfica – Cosme Damião, culminando com a entrega dos troféus das mãos do vice-presidente, Alcino António.

Amanhã, quarta-feira, os premiados visitam vários pontos de interesse da cidade de Lisboa.

O Prémio Miklós Fehér foi criado em 2009 para homenagear a memória do malogrado avançado húngaro, pelo que foi o seu exemplo e o seu percurso em vida. O mesmo resulta de um protocolo estabelecido com a escola Bercsényi Miklós, em Gyor.

A escola Bercsényi Miklós, que Fehér frequentou enquanto jovem, é especializada na formação desportiva de jovens que querem fazer do desporto a sua vida profissional. No palmarés da escola constam dezenas de medalhas olímpicas.

Alcino António, vice-presidente do Sport Lisboa e Benfica, entregou o prémio aos vencedores de 2016, congratulando-se por o Clube reconhecer o mérito escolar e desportivo de jovens com ligações tão próximas e Miklós Fehér.

“Penso que para eles é uma honra e para o Benfica também é uma honra e um privilégio. São pessoas que se dedicam ao futuro escolar e ao desporto. Isso demonstra a grandeza de ambos os premiados, como também o perpetuar de um nome que agrada a todos os Benfiquistas. Isto engrandece o Benfica pela causa em si”, afirmou à BTV.

Através do protocolo, os melhores alunos selecionados pelos responsáveis da escola, visitam anualmente as instalações do Sport Lisboa e Benfica.

Os galardoados do Prémio Miklós Fehér 2016 são:

Áron Guttin – ex-campeão europeu e húngaro de remo;

Kriszta Kószás – ostenta vários títulos nacionais de atletismo.


>>>>>>>>>O<<<<<<<<< 





FIM DE SEMANA À BENFICA

APOIAR #SEJAONDEFOR


Fim de semana “à Benfica” começa sexta-feira 

Mais um fim de semana “à Benfica” aproxima-se. Já na sexta-feira, pelas 20h15, a equipa de futebol disputa a 3.ª eliminatória da Taça de Portugal diante do 1.º Dezembro, no Estádio António Coimbra da Mota, no Estoril.

O dia de sábado será muito preenchido com o maior destaque a ter de ser dado ao hóquei em patins. No Pavilhão Fidelidade, a partir das 17h00, joga-se a 2.ª mão da Taça Continental. Benfica e OC Barcelos medem forças depois do 5-4 para os minhotos na 1.ª mão. Todos os Benfiquistas estão convocados para encherem as bancadas rumo a mais um título.

Antes desse encontro, pelas 15h00, no Pavilhão n.º 2, o futsal feminino estreia-se na edição 2016/17 do Campeonato Nacional. UA Povoense é o adversário. Também às 17h00, o basquetebol reencontra o FC Porto, desta feita no Dragão Caixa. O jogo refere-se à 2.ª ronda da LPB.

Meia hora depois, o andebol Benfiquista disputa a 2.ª mão da 3.ª eliminatória da Taça EHF. Os comandados por Mariano Ortega levam uma vantagem de cinco tentos que esperam ser suficientes para ultrapassar os luxemburgueses do Handball Kaerjeng.

No domingo, o futsal vai a jogo. O desafio será frente ao Leões de Porto Salvo, pelas 20h45, no Pavilhão do Porto Salvo. Se vive na zona da Grande Lisboa desloque-se até Porto Salvo e ajude o futsal a alcançar mais um triunfo.

Não fique em casa! Esteja onde estiver não deixe de Apoiar #SejaOndeFor




>>>>>>>>>O<<<<<<<<<




FUTEBOL


Taça de Portugal: 1.º Dezembro-Benfica, 1-2 



Luisão «cabeceia» Benfica para a próxima fase da Taça de Portugal


O capitão resolve. O mais velho em campo, o mais experiente, um dos mais altos e aquele que nos momentos de aflição tantas vezes sabe resolver. Esta noite, no Estoril, já nos descontos e nos minutos finais do encontro com o 1.º Dezembro aproveitou aquele que seria o último canto da partida, saltou mais alto e de cabeça fez o 1-2 a favor do Benfica.

MOMENTO: 90+6 minutos

O árbitro Hélder Malheiro exagerou nos descontos da segunda metade, decidiu dar mais seis minutos para jogar e causou alguma surpresa na bancada. O que foi acontecendo dentro de campo, não pedia tanto tempo. Mas jogou-se até ao minuto 90+6 e o Benfica marcou. Golo de Luisão que colocou o Benfica na próxima fase da Taça de Portugal e que impediu o 1.º Dezembro de ainda sonhar com o prolongamento frente ao tricampeão.







O JOGO, AO MINUTO

Outros destaques:

Eliseu: e ao 10º jogo oficial do Benfica, esta temporada, o lateral esquerdo foi aposta de Rui Vitória. Substituiu Grimaldo e foi dos melhores da equipa encarnada numa exibição fraca frente à equipa do Campeonato de Portugal. Foi subindo no terreno para colocar na área e também ganhando algumas faltas. Ganhou a do livre que deu o golo de Danilo, aos 50 minutos.

Danilo: exibição pouco conseguida sobretudo na primeira parte, mas na segunda só precisou de cinco minutos para inverter aquilo que se poderia escrever esta noite sobre a sua estreia pelo Benfica. Marcou aos 50 minutos, depois de receber de Lisandro Lopez, entrar na área e tirar a defesa do 1.º Dezembro do caminho.

Carrillo: já vai alternando exibições, mas esta noite somou mais uma das que tem em maioria: uma exibição fraca. Mais lento do que aquilo que se lhe conhece, às vezes à margem do jogo, perdeu bolas e oportunidades de golo. Com destaque para o minuto 43 em que bateu mal a bola e fez o remate mais desastroso da noite. Saiu, sem surpresas, ao intervalo para dar lugar a Gonçalo Guedes.

Nélson Semedo: exibição fraca do Benfica, com uma ou outra peça a destacar-se e com o lateral direito a ser, sem dúvida, o melhor da equipa encarnada. Não começou bem, tendo até perdido a bola no lance mais perigoso do 1.º Dezembro na primeira parte, aos nove minutos, mas depois cresceu e com isso levou também o Benfica a ser melhor. Controlou as investidas dos da «casa» pela direita, recuperou bolas e levou-as várias vezes para a área à procura de assistir.

João Manuel: nos primeiros 20 minutos de jogo quase nem se deu por ele, não teve muito trabalho e até ao golo do Benfica, aos 50 minutos, verdade seja dita que também não teve de mostrar os dotes. Na segunda parte foi diferente e nos últimos 10 minutos da partida (sem contar com os descontos) foi ele quem prolongou o empate com as defesas extraordinárias com que negou os golos a Gonçalo Guedes e Lisandro Lopez.

Leo: boa exibição do central brasileiro. 1 metro e 85 centímetros por onde foi muito difícil o Benfica passar. Aliás, não passou. Sobretudo na primeira parte: o Benfica teve mais bola, foi tentando chegar à área mas Leo estava lá e foi resolvendo praticamente todas as investidas encarnadas. À entrada da área, dentro e na pequena também. Com a cabeça, de carinho… com precisão e eficácia.

Martim Águas: respira Benfica por causa do pai Rui Águas e do avô José e porque também ele já vestiu a camisola do Benfica, mas fez uma exibição bastante conseguida contra o clube da Luz. E marcou o golo do empate, aos 62 minutos, na marca de grande penalidade fazendo o 1.º Dezembro respirar com maior tranquilidade e até sonhar com a possibilidade de tombar o Benfica.

O Benfica está nos 16avos de final da Taça de Portugal, mas sofreu e só garantiu essa fase da prova já no último minuto de jogo evitando assim o prolongamento. Um minuto oferecido pelo árbitro Hélder Malheiro, que deu mais seis para jogar na segunda parte quando o que se passou não pedia tanto.

O 1.º Dezembro, do Campeonato de Portugal, foi um adversário à altura e capaz de fazer frente a um Benfica de segunda linha que Rui Vitória escolheu para a terceira eliminatória da prova rainha do futebol português.

Muitas mudanças do técnico encarnado com destaque para a estreia de Eliseu esta época, para a primeira vez de Danilo com a camisola do Benfica e para as titularidades de Zivkovic e José Gomes.

Por sua vez, Hugo Martins escolheu um onze mais comum e super-motivado para encarar o tricampeão nacional no Estoril, no Estádio António Coimbra da Mota alugado para esta ocasião e que vibrou do início ao fim do encontro.

OS DESTAQUES DO 1.º DEZEMBRO-BENFICA

Já dentro de campo, as vibrações era muito mais baixas. Ainda assim, com a surpresa do 1.º Dezembro, ainda que com menos bola, ir chegando por diversas vezes à área do Benfica. Por isso, foi também logo aos nove minutos que Gonçalo Maria deixou o primeiro aviso e fez o primeiro remate do jogo. Saiu ao lado.

O Benfica não entrou bem, mas foi melhorando só que as investidas esbarravam na defesa contrária e sobretudo no central Leonardo que resolveu a maior parte dos lances. Uma ou outra oportunidade na primeira metade com destaque para um cabeceamento de José Gomes, que saiu ao lado, e para o remate mais disparatado do jogo por Carrillo aos 43.

0-0 no marcador ao intervalo e só mais 45 minutos para jogar. O jogo não estava fácil para o Benfica, Rui Vitória não gostava do que via e por isso deixou logo Carrillo no balneário. Fez entrar Gonçalo Guedes, mudou a estratégia e com isso o Benfica superiorizou-se em mais partes do terreno.

Assim, ao fim de cinco minutos, finalmente o golo, mas na sequência de uma bola parada. Eliseu no chão, livre na esquerda e defesa incompleta de João Manuel. O esférico chegou facilmente a Lisandro Lopez que conseguiu depois desmarcar Danilo. O médio recebeu sem oposição, mas na área levou a defesa contrária pela frente e atirou certeiro para o 0-1 na estreia.

Ânimo no Benfica, mas nenhum desânimo no 1.º Dezembro que procurou incansavelmente o empate. A equipa de Hugo Martins ia criando oportunidades e, aos 62 minutos, num atraso de Celis para Ederson, o guarda-redes travou Abdoulaye em falta.

Penálti a favor da equipa da «casa» e Martim Águas, o jogador do 1.º Dezembro certamente com mais Benfica no sangue, não desperdiçou: 1-1 e meia hora para jogar.

O JOGO, AO MINUTO

Oportunidades de parte a parte com a bola a poder entrar em qualquer uma das balizas. João Manuel sabia disso e ganhou fôlego para o que faltava. Duas belas defesas seguidas nos remates de Gonçalo Guedes e Lisandro Lopez, aos 84 minutos, a fazer prolongar o empate.

Rui Vitória, em jeito de aflito e à procura de evitar uma desgraça, fez então entrar Mitroglou, mas o grego não conseguiu resolver em cinco minutos.  Por isso, já cheirava a prolongamento, mas o árbitro deu seis minutos.

O Benfica, mais habituado à pressão, insistia mais e numa sequência de oportunidades, ganhou um canto. Bola na área e Luisão saltou mais alto do que a defesa do 1.º Dezembro, metendo a bola dentro da baliza. 1-2 para a formação encarnada e o 1.º Dezembro a acordar do sonho quando parecia que ainda podia sonhar mais meia-hora.

Ainda assim, não se pode chamar de pesadelo. O 1.º Dezembro lutou, fez o Benfica sofrer e merecia de facto o prolongamento. Não o teve, mas caiu de pé e pode orgulhar-se do jogo que fez, sem medos, frente a uma equipa com mais recursos e muito superior.


Benfica oferece receita ao 1.º Dezembro


Poucos minutos antes do início do jogo, o speaker do estádio anunciou que José Francisco Gomes, presidente do 1º Dezembro, ia falar. O dirigente pegou no microfone e anunciou.
"Fui informado, há poucos minutos, pelo vice-presidente Rui Cunha que o Benfica nos ofereceu a sua parte da receita do jogo", gesto que mereceu aplausos vindos da bancada central , onde estavam em maioria os adeptos do emblema de Sintra. Assim, dois terços da receita de bilheteira (é a dividir pelos dois clubes e pela Federação) foram para o 1º Dezembro. Registe-se que estiveram na Amoreira 5.439 espectadores.
Refira-se que Luís Filipe Vieira, por questões de agenda, não esteve presente.



Benfica B




O Benfica B venceu esta sexta-feira os sub-23 do Derby County por 2-0, em jogo que marcou a estreia dos encarnados na Premier League International Cup, numa partida disputada em Inglaterra.

O Benfica B, orientado por Hélder Cristóvão, entrou melhor na partida e chegou à vantagem aos 16 minutos, com um golo apontado por João Carvalho. Já no decorrer da segunda parte, aos 72 minutos, Heriberto Tavares apontou o segundo golo do Benfica B e fixou o resultado final na partida, que foi disputada em Burton Upon Trent, Inglaterra.

Este jogo marcou a estreia dos encarnados na competição. O Benfica vai agora defrontar o Sunderland, no dia 26 de Outubro, fechando a fase de grupos, a 18 de Janeiro, frente ao PSV B.



Juniores



O Benfica perde com o Sporting no Seixal 



Dois golos marcados na primeira parte

O Sporting venceu o Benfica por 0-2 no jogo de abertura da 10ª jornada do Campeonato Nacional de Juniores - Zona Sul.
Os leões entraram praticamente a vencer no Seixal com um golo de Pedro Marques, que se libertou da defensiva encarnada e na cara do golo não perdoou.
Ainda na primeira parte, Miguel Luís fez o segundo num livre direto em que o guarda-redes Fábio Duarte fica muito mal na fotografia.
O Benfica tentou reduzir, mas nunca foi capaz de bater Luís Maximiano, que fez uma grande exibição.
Com este triunfo, o Sporting chega aos 28 pontos e consolida o primeiro lugar, tendo agora uma vantagem de sete pontos para o Belenenses (menos um jogo) e oito para as águias.
A equipa da Luz pode nesta jornada ser apanhada no terceiro lugar por Vitória de Setúbal ou Académica, que jogam uma contra a outra e têm os mesmos 17 pontos.



>>>>>>>>>O<<<<<<<<<





FUTSAL



“ESPERAMOS FAZER UM BOM JOGO”





Rafael Henmi e o Campeonato

A equipa de futsal enfrenta, fora, o Leões de Porto de Salvo. Rafael Henmi foi o porta-voz de um grupo que só pretende vencer.

“Vamos em busca do triunfo, dar continuidade à nossa série de vitórias e esperamos trabalhar bem esta semana para chegar à essa vitória”, afirmou, em declarações à BTV.

O Leões de Porto Salvo é um adversário que o Benfica conhece bem e assim pode evitar surpresas. “Sim, já jogamos duas vezes frente a eles na pré-época, sabemos aquilo que têm e sabemos o que temos que fazer. O grupo teve bastantes jogos mas o nosso plantel é grande e há outros jogadores que podem contribuir. Esperamos fazer um bom jogo”, desejou.

O Leões de Porto Salvo-Benfica está agendado para as 20h45 de domingo, no Pavilhão de Porto Salvo.




>>>>>>>>>O<<<<<<<<<



HOQUEI EM PATINS


“QUEREMOS MUITO CONQUISTAR ESTA TAÇA CONTINENTAL”





2.ª mão da Taça Continental 

O OC Barcelos venceu, no sábado, o SL Benfica por 5-4, no Pavilhão Municipal de Barcelos, no jogo da primeira mão da Taça Continental de Hóquei em Patins 2016. Uma semana depois, o objetivo da formação liderada por Pedro Nunes é só um: conquistar o troféu na Luz.

“Houve muito tempo para pensarmos na Taça Continental. O Barcelos é um adversário que está identificado, sabemos da importância do jogo, sabemos essencialmente que é uma competição que queremos ganhar e sabemos o que temos de fazer para a ganhar. Agora há que comprovar isso nos próximos 50 minutos no sábado, no nosso Pavilhão, frente aos nossos adeptos”, começou por dizer o técnico Pedro Nunes em declarações à BTV.

O jogo da primeira mão acabou com apenas um golo de diferença entre as equipas, ficando tudo em aberto para a segunda mão da decisão da Taça Continental.

“Acho que vai ser um bom jogo de Hóquei em Patins. Pensar que partimos para este jogo apenas e só com o golo de desvantagem, pode não ser uma boa linha de pensamento. Temos que pensar em ganhar o jogo e depois sim pensar mais à frente e, com o decorrer do jogo, em ganhar a Taça Continental”, afirmou.

O jogo está marcado para o dia 15 de outubro, às 17h00, no Pavilhão Fidelidade. “É sempre importante jogar em nossa casa frente aos nossos adeptos, dá-nos outro conforto, outra estabilidade emocional e outra vontade também. Espero que no final possamos retribuir este apoio, que espero que seja forte do princípio ao fim porque nós queremos muito conquistar esta Taça Continental”, concluiu.



>>>>>>>>>O<<<<<<<<<



BASQUETEBOL




"TEMOS CONDIÇÕES PARA GANHAR NO DRAGÃO" 




João Soares sobre o clássico 

O extremo João Soares abordou o clássico entre o FC Porto e o Benfica a contar para a 2.ª jornada da LPB.

“Vamos encarar o jogo como um jogo normal de Campeonato apesar de ser frente ao FC Porto, na casa do adversário. É a segunda jornada, vamos lutar pelo nosso objetivo que é ficar no primeiro lugar da fase regular para termos o fator-casa”, lembrou, em declarações à BTV.

O jogo da Supertaça já passou e o Benfica já só pensa no Campeonato Nacional, prova que quer reconquistar. “O que interessa é a resposta que demos depois da Supertaça, ganhámos ao V. Guimarães. Agora temos de tentar melhorar cada vez mais, ganhar o máximo de jogos possíveis e acabar no primeiro lugar”, apontou.

O adversário da 2.ª jornada é o mesmo da Supertaça, mas João Soares não acredita em jogos iguais. “Agora é um jogo de Campeonato, é completamente diferente. Penso que temos condições para ganhar no Dragão Caixa. É sempre difícil mas se estivermos no máximo das nossas capacidades é possível”, finalizou.


O FC Porto-Benfica joga-se às 17h00 de sábado.





>>>>>>>>>O<<<<<<<<<



VOLEIBOL



REFORÇOS ELOGIAM CONDIÇÕES DO CLUBE



Primeiros dias estão a ser fantásticos

O voleibol já se apresentou. À margem, os reforços Raphael Oliveira e Tiago Violas revelaram as primeiras impressões sobre o Benfica e o que esperam para esta temporada.

Raphael Oliveira é brasileiro, joga na posição de zona 4 e admitiu estar muito feliz pelos primeiros dias no Benfica. “Estão a ser bons, com muitos treinos de forma a ficarmos mais fortes. Gosto bastante da estrutura do Benfica. Permite uma tranquilidade enorme para trabalhar, visando os objetivos do Clube”, elogiou à BTV.

Em Lisboa o atacante reencontrou-se com Vinhedo: “Já sou colega do Vinhedo há 16 anos. Ele informou-me sobre algumas coisas e isso facilita a minha integração.”

Para além do voleibol, o brasileiro ficou surpreendido com a dimensão evidenciada pelas restantes modalidades: “São enormes, evoluídas e vê-se que o Clube dá muito valor a todas as modalidades.”

Tiago Violas é distribuidor, internacional por Portugal e veio da Fonte do Bastardo – que vai reencontrar na Supertaça – para reforçar o Benfica. “Estive os dois últimos anos na Fonte do Bastardo, é um clube por quem tenho muito carinho, que me tratou muito bem. Agora estou no Benfica e é por este Clube que vou dar tudo para vencer a Supertaça”, sublinhou.

Tal como Raphael Oliveira, também o português falou sobre a estrutura do Benfica, algo que o surpreendeu pela grandeza. “Não estava habituado a uma estrutura tão grande. Estou a gostar imenso. Temos todas as condições, mais do que estava à espera e assim fica tudo mais fácil”, admitiu.

O plantel também mereceu elogios de Tiago Violas que considera serem “jogadores de referência a nível nacional e internacional”. Para o distribuidor será “um prazer enorme” jogar ao lado de grandes vultos e “poder defender as cores do Benfica”.



>>>>>>>>>O<<<<<<<<<



ANDEBOL



“VAMOS DAR O MÁXIMO”



Mariano Ortega e a Taça EHF 

Mariano Ortega, treinador da equipa de andebol, lançou o jogo da segunda mão da 2.ª eliminatória da Taça EHF diante do Handball Kaerjeng.

“Sabemos que para passar a eliminatória precisamos de fazer dois grandes jogos. Fizemo-lo em casa e agora temos a segunda mão. É uma equipa compacta, com bons remates e forte em transições. Vamos dar o máximo”, analisou, em declarações proferidas à BTV.

Para o jogo no Luxemburgo, o treinador espanhol não espera surpresas por parte do Kaerjeng: “Julgo que este segundo jogo será muito igual ao de Lisboa. Eles vão defender em “6-0”, vão tentar rematar de forma fácil e temos de prestar atenção às transições, pois têm jogadores de qualidade.”

O jogo é fora de Portugal mas num país com elevada presença portuguesa, logo esperam-se Benfiquistas em massa. “Jogos europeus são diferentes do que se passa em Portugal. Há muitos portugueses no Luxemburgo e esperamos ter Benfiquistas a apoiar-nos e a ajudar-nos a passar a eliminatória”, referiu.


O Kaerjeng-Benfica está marcado para as 17h30 de sábado, no Pavilhão Um Dribbel, no Luxemburgo.




>>>>>>>>>O<<<<<<<<<



ATLETISMO



Beatriz Rebelo é a nova menina do Benfica




O corta-mato escolar, essa montra de detecção de talentos do atletismo, constituiu a rampa de lançamento de Beatriz Rebelo. Hoje, com 17 anos, é atleta do Sport Lisboa e Benfica. 
Beatriz Rebelo é mais um talento que salta do atletismo do distrito para um clube de topo

Boa sorte Beatriz


>>>>>>>>>O<<<<<<<<<



5 MULHERES E 8 HOMENS NO TOP 100 MUNDIAL




Listas da IAAF 

São 17 mulheres portuguesas que têm o seu nome inscrito entre as 100 melhores do Mundo de 2016 nas listas da Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF). Entre as 17 estão cinco do Sport Lisboa e Benfica: Susana Costa, Dulce Félix, Marta Pen Freitas, Salomé Rocha e Lecabela Quaresma.

Nos homens, são oito os atletas do SL Benfica que na época 2015/2016 figuram no top 100 das listas da mesma associação, nas disciplinas olímpicas.

Nelson Évora é o português mais bem colocado nas listas anuais. O 6.º classificado nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro com 17.03 metros, é o 17.º com melhor registo em 2016. Segue-se Tsanko Arnaudov (20.59 metros) no Lançamento do Peso em 31.º. Esta é a disciplina com mais portugueses no top 100 mundial, onde figuram ainda os nomes de Marco Fortes (66.º, 19.93 m) e de Francisco Belo (90.º, 19.58 m). Diogo Ferreira ocupa a 65.ª posição no Salto com Vara (5.55 m), Paulo Conceição é 81.º no Salto em Altura (2.23 m), Hélio Gomes é o 85.º nos 1500 metros (3m37s74) e Pedro Isidro terminou no 93.º lugar nos 50 km Marcha (4h03m42s).

A estafeta nacional de 4x100 metros entra nas listas na IAAF na 41ª posição, onde também estão contabilizadas os quartetos de clubes e universidades.


>>>>>>>>>O<<<<<<<<<